Região de Campo Grande: saiba mais sobre sua história e crescimento

Tempo de leitura: 3 minutos

Capital do Mato Grosso do Sul, a região de Campo Grande reserva uma história rica e influente em questões políticas e culturais para todo o estado. Atualmente, o município de localização privilegiada recebe o título carinhoso de Cidade Morena, devido ao seu solo avermelhado e clima tropical, um dos maiores encantos dos moradores.

Se você tem interesse em investir em imóveis em Campo Grande, vai gostar de conhecer alguns dados importantes da origem dessa cidade, de como é a região hoje em dia e, principalmente, quais são os pontos mais atrativos e curiosos por lá. Quer saber mais? Então, confira as informações que separamos!

Origem do município em 1872

Com a guerra da Tríplice Aliança, em 1872, a notícia de que haviam terras férteis para a lavoura e criação de gado se espalharam rapidamente até chegarem aos ouvidos do mineiro José Antônio Pereira, que se mudou para a região de Campo Grande — antigamente chamada de Campo das Vacarias —, com sua esposa, filhos e escravos.

Ele e sua família, com a companhia de Manoel Vieira de Souza e sua respectiva família, começaram a edificar a cidade, construindo uma pequena igreja e casas na primeira rua, chamada Rua Velha — hoje conhecida como 26 de agosto.

Como a notícia das terras tinha se espalhado, aos poucos outros mineiros chegaram e marcaram suas posses, dando início às primeiras fazendas campo-grandenses. E foi a partir dessa chegada que se iniciou a prosperidade do município, que começou a criar uma economia a partir do comércio de gado.

Com a chegada da Estrada de Ferro da Noroeste do Brasil, em 1914, então, o município pôde crescer ainda mais, fazendo ligações férreas com Paraná, Paraguai e alguns países vizinhos. Esse foi, na verdade, o principal marco para que a região de Campo Grande pudesse ampliar seus serviços e comércios. Consequentemente, a população foi aumentando.

A realidade atual da região de Campo Grande

Atualmente, o município tem mais de 700 mil habitantes, o que corresponde a 32% da população de Mato Grosso do Sul. É importante ressaltar que a população também abriga aldeias urbanas, como as de Água Bonita, Noroeste-Kaiowá, Inápolis e Marçal de Souza.

A capital é também o maior polo econômico do Mato Grosso do Sul, sendo que sua força mais importante vem do comércio, formado por mais de 11 mil estabelecimentos.

No bioma do cerrado, a cidade sul mato-grossense está sobre as bacias dos rios Paraná e Paraguai, contando também com o rio Anhanduí. Mas, o que realmente chama a atenção dos moradores e turistas que vão à região de Campo Grande é a arborização, que tem um índice altíssimo de mais de 96%. Isso mostra como a preservação do meio ambiente é importante para os habitantes.

O que fazer na capital sul mato-grossense

A região de Campo Grande é repleta de atrações e áreas de lazer para todos os gostos. Como você já deve saber, muitos dos músicos e duplas sertanejas saem dessa cidade, então encontrar um bom show ou moda de viola não é nada difícil.

Além disso, a Casa do Artesão (em reforma), o Mercadão Municipal, o Parque das Nações Indígenas, o Inferninho (local para rappel), a Feira Central e várias outras atividades estão disponíveis para que você encontre o que realmente gosta de fazer, apreciar ou, até mesmo, comer.

Agora que você já conhece um pouco sobre a região de Campo Grande, está na hora de vivenciar essa experiência de perto com a compra do seu imóvel. Se você mora em Campo Grande ou se ficou com alguma dúvida, conte-nos nos comentários que teremos um grande prazer em ajudá-lo!

Sobre Perez Imóveis

Ser referência no mercado imobiliário no estado de Mato Grosso do Sul é nosso objetivo. Sempre na vanguarda, trabalhamos para que você tenha a melhor experiência em comprar ou vender seus imóveis. Mas se você quiser empreender, também estamos prontos para te atender. Selecionamos terreno, método construtivo e projetos para que você tenha retorno sobre investimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *