Entenda quais são os diferentes tipos de financiamento habitacional

Tempo de leitura: 4 minutos

A cada dia, o número de brasileiros que sonham em ter a casa própria só aumenta. Porém, na hora de realizar a compra é muito comum que muitos fiquem em dúvida sobre qual tipo de financiamento habitacional devem escolher.

Em ambos os casos será preciso fazer uma análise detalhada e identificar qual é a melhor opção para você e a sua família. Antes de tudo, é importante saber a diferença entre as modalidades: o Financiamento Habitacional e o Imobiliário. Inclusive, é necessário conhecer todas as propostas disponíveis, como o SAC, o Sistema Price e o famoso programa da Caixa Econômica Federal.

Pensando nisso, criamos este post com as informações necessárias para você esclarecer dúvidas e tomar a melhor decisão. Acompanhe:

Conheça o Financiamento Habitacional (SFH)

Provavelmente, você já deve ter ouvido falar no Financiamento Habitacional (SFH), certo? Desenvolvido pelo Governo Federal, esse modelo é garantido por meio de recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos (SBPE) e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Essa proposta abrange a maior parcela dos financiamentos realizados no país. Para apostar nessa modalidade é preciso que o valor máximo do imóvel seja de R$ 750 mil para as cidades de São Paulo, Distrito Federal e Rio de Janeiro. Nas demais regiões, o valor estipulado é de R$ 650 mil.

Já o valor máximo para concessão é de R$ 585 mil, e a parcela mensal não poderá ser maior que 30% da renda do comprador. A dívida pode ser financiada em até 420 meses e as taxas de juros podem chegar a 12%.

Lembramos, no entanto, que estes valores podem ser mudados a qualquer momento.

Descubra o Financiamento Imobiliário (SFI)

O Financiamento Imobiliário (SFI) também foi criado pelo Governo Federal e funciona como um complemento do financiamento habitacional. A modalidade é indicada para quem possui necessidades específicas de compra, já que esse tipo de sistema traz maiores riscos, como os juros e variáveis.

Caso haja interesse em optar por esse financiamento, não é estipulado um valor para o imóvel e tampouco uma porcentagem máxima para a renda que será comprometida mensalmente. Neste caso, a concessão de crédito pode chegar até 90% do valor do imóvel e o prazo para quitação é de 420 meses.

Saiba mais sobre os diferentes sistemas de quitação

Em geral, os bancos e demais instituições financeiras possuem três sistemas diferentes para facilitar o pagamento de dívidas dos compradores, também conhecidas como formas de amortização. São elas:

SAC (Sistema de Amortização Constante)

O SAC é uma das opções mais utilizadas nos financiamentos de imóveis. Neste modelo, as parcelas terão os seus juros minimizados e as prestações serão decrescentes. Em outras palavras, ao longo dos pagamentos o valor das parcelas diminuirá.

Sistema Price

Muito utilizado para o financiamento de veículos, esse modelo também é utilizado nos imóveis. A sua principal característica são as parcelas de mesmo valor. Porém, ao longo do procedimento, é possível reduzir o valor dos juros e realizar o pagamento de uma parcela crescente sobre o saldo pendente.

SACRE (Sistema de Amortização Decrescente)

No SACRE, você encontrará uma junção da Tabela Price e do SAC. Aqui, as prestações terão um valor crescente inicial, mas diminuirão com os pagamentos. Além disso, o cálculo será refeito a cada 12 meses, fazendo com que as amortizações tenham um valor maior com o passar do tempo e os juros caiam.

Financiamento da Caixa Econômica Federal

Disponível para o financiamento de móveis novos ou usados, a proposta da Caixa Econômica Federal é a mais buscada no Brasil. Neste caso, o banco faz uma análise de crédito profunda para garantir que você tenha como quitar a compra do imóvel.

Esse modelo libera parcelas de, no máximo, 30% da sua renda mensal. Portanto, caso você deseje uma casa ou apartamento com um valor muito mais elevado que o seu orçamento, dificilmente o crédito será liberado.

A opção é bem procurada por conta da baixa taxa de juros e bom prazo de parcelamento, que pode ser feito em até 35 anos. Com a Caixa, você encontrará juros a partir de 9,75% ao ano, podendo chegar no máximo de 11%.

Viu, só? Fazer um financiamento habitacional pode ser mais fácil do que você imaginava. Para mais dicas, assine a nossa newsletter e fique por dentro!

Ser referência no mercado imobiliário no estado de Mato Grosso do Sul é nosso objetivo. Sempre na vanguarda, trabalhamos para que você tenha a melhor experiência em comprar ou vender seus imóveis. Mas se você quiser empreender, também estamos prontos para te atender. Selecionamos terreno, método construtivo e projetos para que você tenha retorno sobre investimento.

Sobre Perez Imóveis

Ser referência no mercado imobiliário no estado de Mato Grosso do Sul é nosso objetivo. Sempre na vanguarda, trabalhamos para que você tenha a melhor experiência em comprar ou vender seus imóveis. Mas se você quiser empreender, também estamos prontos para te atender. Selecionamos terreno, método construtivo e projetos para que você tenha retorno sobre investimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *