Portaria virtual: saiba mais sobre essa tendência econômica e segura

Tempo de leitura: 3 minutos

Uma portaria sem porteiros: essa é a proposta da portaria virtual. Não entendeu? A gente explica! Trata-se de um jeito inovador e eficiente de controlar a entrada e saída de condomínios, residenciais ou não, e que traz aos condôminos excelentes benefícios.

Assim como muitas inovações tecnológicas, essa é uma ideia que ainda gera muitas dúvidas e insegurança nas pessoas. Mas se você é alguém que gosta de inovar, acompanhe com a gente e entenda mais o que é, como funciona e para que serve a portaria virtual. Vamos lá?

Gerenciamento a distância

Um sistema altamente tecnológico e seguro que, com a escolha certa dos equipamentos, traz resultados de precisão cirúrgica. Com relatórios bem detalhados, gerados periodicamente para que os clientes tenham conhecimento total de tudo que está sendo monitorado, essa é uma opção eficaz e de baixo risco.

A vigilância não fica nas mãos de robôs. Ainda existem pessoas que ficam de olho em tudo e até atendem visitantes, mas elas não estão dentro da guarita. O que temos, agora, é um vasto e completo sistema de câmeras de segurança, leitores biométricos, cartões de acesso e interfones.

Segurança e praticidade para todos do prédio

Com tudo instalado, profissionais especializados em monitoramento gerenciam tudo por meio de uma central. Com isso, moradores e funcionários destrancam portas por meio de bio-identificação (geralmente, leitura de impressão digital) ou códigos eletrônicos.

O acesso ao estacionamento é feito por meio de cartões magnéticos que abrem e fecham os portões. Os visitantes precisam apenas se identificar na portaria para terem a entrada liberada.

“Ok”, você pode estar pensando, “mas como os visitantes vão se identificar se não tem ninguém na portaria?”. Em uma sala de operações na sede da companhia, funcionários das empresas de segurança predial controlam tudo por meio de câmeras e interfones. Eles atendem campainhas, transferem ligações e abrem o portão, tudo isso de maneira remota, sem precisarem estar dentro de uma guarita de prédio.

Isso possibilita também que o mesmo funcionário cuide de mais de um edifício ao mesmo tempo. Para correspondências, por exemplo, pode-se optar por um serviço de recebimento completamente remoto ou, então, pela presença de um zelador para assinar entregas ou armazenar pacotes na ausência dos destinatários.

Portaria virtual, vantagem real

Por menor que seja um condomínio, se os funcionários trabalharem no esquema de 12h x 36h, serão necessários, no mínimo, quatro porteiros. Você já parou para pensar nisso? Essa equipe, em termos financeiros, representa um valor relativamente alto.

A portaria virtual, apesar de requerer um investimento inicial elevado, mostra-se uma opção economicamente mais interessante a longo prazo. Outra vantagem é a segurança, que não tem preço. Afinal, a opção de abordar a portaria para entrar no prédio já não é mais viável.

Além disso, algumas empresas especializadas tem criado opções cada vez mais seguras, como o “Dedo do Pânico”. Nela, o morador cadastra, além da digital que abre o portão, uma digital extra para casos de emergência, como uma tentativa de assalto. Ao utilizar esse mecanismo, a central é acionada e entra em contato com a polícia.

E então, o que você achou do serviço de portaria digital? Já tem alguma experiência com o sistema? Restou alguma dúvida sobre o assunto? Deixe um comentário!

Sobre Perez Imóveis

Ser referência no mercado imobiliário no estado de Mato Grosso do Sul é nosso objetivo. Sempre na vanguarda, trabalhamos para que você tenha a melhor experiência em comprar ou vender seus imóveis. Mas se você quiser empreender, também estamos prontos para te atender. Selecionamos terreno, método construtivo e projetos para que você tenha retorno sobre investimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *