Passo a passo: como fazer um bom planejamento financeiro familiar?

Tempo de leitura: 3 minutos

Conquistar um bom planejamento financeiro familiar é um desafio para a maioria dos lares brasileiros. No entanto, ele pode ser conquistado desde que algumas atitudes inteligentes e práticas sejam adotadas.

Em tempos de crise econômica, isso é ainda mais desejável. Existem algumas questões importantes, que quando bem observadas, podem trazer um impacto bastante positivo no saldo bancário.

Quer descobrir como fazer um bom planejamento financeiro familiar? Confira o passo a passo que elaboramos a seguir:

Saiba ao certo quanto você ganha

O primeiro passo é saber, ao certo, quanto você efetivamente ganha. Para isso, não basta olhar o valor do seu contracheque. É preciso pegar o seu salário líquido (e o do seu cônjuge, se for o caso) e subtrair, desse valor, todos os gastos fixos que você tem no mês.

Desconte o valor do aluguel, do plano de saúde, das prestações do carro, dos juros de empréstimos, da escola das crianças, e de outras contas fixas. O resultado final será o quanto sobra para as despesas variáveis.

Organize as suas contas

Depois de saber ao certo quanto você ganha, organizar as contas é o passo seguinte para um bom planejamento financeiro familiar. Você deve economizar em todos os itens possíveis. No supermercado, por exemplo, você pode economizar dinheiro ao trocar produtos por marcas mais baratas e aproveitar promoções.

Alguns gastos podem ser cortados sem que você sequer note. Se você paga a academia e não a frequenta ou se tem um pacote de TV a cabo e mal assiste a programação, é hora de suspender esses gastos. Siga esse raciocínio para tudo na sua vida e convide sua família para essa empreitada: é preciso adquirir novos hábitos para poupar.

Pague as suas dívidas

Pagar as dívidas também é um passo importante para sua saúde econômica, pois os juros podem simplesmente minar seu planejamento financeiro familiar. Sabemos que o Brasil possui as maiores taxas de cartão de crédito e cheque especial do planeta. Portanto, faça de tudo para fugir delas.

Os seus credores terão todo interesse do mundo em receber. Isso confere a você o poder de barganha e é possível negociar bons descontos ou condições de pagamento mais favoráveis. Se for o caso, peça a ajuda de familiares ou amigos. É melhor ter débitos com pessoas de confiança do que com bancos, instituições financeiras ou agiotas.

Estabeleça metas de poupança

Estabelecer metas de poupança ajuda a dar mais energia para conquistar um bom planejamento financeiro familiar. Essa estratégia contribui não apenas para chegar a uma quantia para a realização de sonhos, mas também dá segurança para lidar com imprevistos. Especialmente no caso de famílias com crianças pequenas ou idosos, despesas inesperadas podem acontecer de súbito.

Portanto, é importante reservar pelo menos algo entre 10 e 15% da renda líquida mensalmente e aplicá-la em investimentos rentáveis e seguros. Vale lembrar que essa reserva deve ser utilizada exclusivamente para uma meta específica ou em caso de emergência! Nem pense em usá-la em compras ou despesas ordinárias!

E agora, pronto para seguir esse passo a passo e fazer um bom planejamento financeiro familiar? Gostou deste artigo? Então receba outras novidades e conteúdos como esse em primeira mão: curta a nossa página no Facebook!

Sobre Perez Imóveis

Ser referência no mercado imobiliário no estado de Mato Grosso do Sul é nosso objetivo. Sempre na vanguarda, trabalhamos para que você tenha a melhor experiência em comprar ou vender seus imóveis. Mas se você quiser empreender, também estamos prontos para te atender. Selecionamos terreno, método construtivo e projetos para que você tenha retorno sobre investimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *